Poemas

Na Areia Escrevi Teu Nome



Na areia escrevi teu nome.
Letra por letra, em desenho.

(O teu nome abre a janela
do poema que não tenho).

Eu te quero nominável
à voz rasa das areias

ou no casulo das conchas
para que ninguém te leia:

ao corpo esquivo da praia
não vive escrita nenhuma.

(O mar instala em teu nome
apagadores de espuma).

Na areia, eis-me escrevendo.
Embora breve, teu nome

não beija o nada ou se vai
nem dança ao vento e se some.

Na areia, letra por letra
escrevo, em líquido escudo:

a água lerá teu nome
ao mar, a praia e a tudo.


Cadastre-se no portal Escrita Criativa para receber dicas de escrita, artigos e informações de concursos

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "121604" no campo.